quarta-feira, 18 de julho de 2012

Análise God of War

Olá pessoal! Aqui é o Mr.Gameworld do Blog PrettyCoolGames, trazendo mais uma matéria para os leitores do Território dos Games. Então, sem muito papo furado, vamos dar continuidade à essa parceria entre os dois Blogs, hoje com uma matéria sobre God Of War, um dos maiores sucessos dos videogames das gerações mais atuais!

God Of War: Uma fórmula para o sucesso!
God Of War. Quem nunca ouviu ou leu esse nome em algum lugar, não é? Mesmo sendo uma série com não muitos anos de vida, não seria nenhuma bobagem ou exagero dizer que God Of War é uma das marcas de maior sucesso no mercado dos games, sendo hoje um dos nomes mais respeitados por Gamers no geral. A produção da franquia ficou por conta da Sony (mais especificamente do Santa Mônica Studios da produtora), o que obviamente faz desse uma exclusividade dos consoles da Sony. O primeiro game foi lançado em 2003 e já se mostrou poderoso, tendo chegado ao sucesso rapidamente, conquistando milhões de fãs que hoje vemos por ai. E toda essa consideração não vem por nada: God Of War provou ser um game que consegue agradar os mais variados tipos de jogadores. Tudo isso vem por conta de uma série de aspectos, sendo que o mais notório é a jogabilidade consistente do game, regada a muita ação, exploração, resolução de Puzzles, sistema de combates muito bem produzido e uma violência digna de um protagonista como Kratos. Por falar em Kratos, vamos conhecer um pouco sobre ele? 

Kratos basicamente é um guerreiro Espartano que, em certa batalha, acabou tendo suas tropas dizimadas pelos exércitos do Rei Bárbaro. Em seus últimos momentos, Kratos faz um pacto com o Deus da Guerra, Ares, que lhe dá os poderes necessários para derrotar seus inimigos, mesmo em meio a uma impossível vitória. Porém, tal pacto trouxe consequências inesperadas para o guerreiro, que agora terá de lutar por vingança para se redimir de seus dramas interiores trazidos por pecados terríveis de seu passado. Praticamente 100% da historia da serie God Of War tem sua base na Mitologia Grega, sendo que muitos dos mais conhecidos mitos, Deuses e seres serão vistos durante todos os games. E a parte gráfica? Aaaah, os gráficos sem dúvida não deixam nada a desejar, sendo sempre um ponto extremamente elogiado em todos os games lançados até hoje. Mas o grande destaque são mesmo os detalhes encontrados nos efeitos de luz e, especialmente, nos inimigos! Nesse caso, posso citar mais especificamente os Chefes, que são monstruosos em seu tamanho (pelo menos boa parte deles), além de proporcionarem aos jogadores uma interessante interação durante as CutScenes, que por sua vez sempre mostram a brutalidade do protagonista idolatrado por muitos Gamers! 

Na jogabilidade você conhecerá um sistema que fluí com muita naturalidade. Kratos terá uma série de combos a sua disposição, que podem ser executados com o uso dos diferentes botões do Joystick. Novos combos serão aprendidos através do sistema de Upgrades das armas, que acontece com uso dos pontos deixados pelos inimigos. Por falar em armas, ao decorrer de todos os games da franquia, uma variedade muito grande delas será vista, além de diversas magias. Além disso, como eu havia citado logo acima, as cenas interativas durantes as batalhas contra os Chefes também acontecerão com frequência contra alguns inimigos normais (geralmente gigantes), onde você deverá pressionar os botões especificados na tela para derrotar seus adversários de uma forma única, o que por si só já aumenta muito a diversão da jogabilidade! Com tantos elementos para atrair a atenção dos jogadores, não foi nenhuma surpresa saber que a Sony realmente investiu na franquia God Of War, sendo que um segundo game foi lançado em 2007 (God Of War II), seguido de God Of War: Chains Of Olympus e God Of War: Ghost Of Sparta (lançados para PSP em 2008 e 2010, respectivamente). Após o final polêmico do segundo game, uma expectativa enorme surgiu, sendo que os fãs puderam respirar aliviados em março de 2010 com o tão esperado lançamento de God Of War III, que rapidamente se tornou um dos maiores motivos de se optar por um Playstation 3 dentre as demais plataformas da geração. Um título exclusivo que certamente ajudou a Sony a mostrar seu potencial no mercado. Então, termino essa matéria dizendo apenas que: se ainda não jogou nenhum God Of War, faça sua primeira tentativa com a série! Garanto que você não vai conseguir parar de acompanhá-la!

Então é isso pessoal! Essa foi mais uma matéria do Mr.Gameworld aqui pelo Território dos Games! Gostaria de novamente agradecer ao Matheus pela oportunidade, aproveitando também para deixar meus agradecimentos a todos que aqui estiveram nessa postagem, acompanhando um trabalho diferente desse que aqui vos escreve. E se você não conhece meu Blog, fique a vontade para passar lá: http://prettycoolgames.blogspot.com.br/. Um abraço a todos os leitores do Território dos Games! Até mais!

Postar um comentário

Credits