segunda-feira, 7 de março de 2011

Estudo intensivo diz: Pessoas não se tornam insensíveis por jogar jogos violentos

Estudo intensivo diz: "Pessoas não se tornam insensíveis por jogar jogos violentos"

imagem

A Pesquisadora Holly Bowen e a Professora Julia Spaniol da Universidade Ryerson em Toronto no Canadá publicaram recentemente o seguinte estudo:

"Pessoas não se tornam insensíveis por jogar jogos violentos"

É isso mesmo!

Holly Bowen, que possui doutorado em psicologia e a co-autora e professora de psicologia Julia Spaniol focaram o estudo nos resultados à longo prazo com a participação de cerca de 122 pessoas, ambos alunos da Universidade Ryerson.

MÉTODO UTILIZADO:

Foram separados dois grupos, o primeiro com 45 pessoas que já tiveram algum tipo de contato com vídeo games nos últimos 6 meses e o segundo grupo, 77 pessoas que nunca haviam jogado antes.

Foram utilizados diversos jogos no estudo, incluindo GTA, também foram exibidas 150 imagens que representaram situações positivas, negativas e neutras onde mais tarde, foram exibidas novamente de maneira aleatória para ajudar no questionário.

"Os resultados indicaram que a longo prazo a memória emocional não é afetada pela exposição crônica à jogos violentos", disse Bowen.


O Professor Christopher J. Ferguson (sem vínculos com esse novo estudo) havia feito em 2010 um estudo que embora usasse a metodologia distinta dessa atual pesquisa, obteve resultados parecidos, Ferguson diz em seu estudo: "jogos com teor de violência alivia o stress e combate a depressão."

Atualmente, o S.O.S Brasília, Extraterrestres no Senado procurou contato com a maioria (senão todos) dos senadores do Brasil, com intuito de indagar sobre essas e outras questões, pois, bem sabemos que há interesse em realizar a proibição do comércio legal de jogos no Brasil com a alegação de que "jogos violentos criam pessoas violentas e são ofensivos às culturas dos povos." 
 
                                                                                     Via Sega Nerds Brasil

Postar um comentário

Credits